24/05/2022 às 14h44min - Atualizada em 25/05/2022 às 00h00min

Pacientes com Psoríase passam a Contar com Novo Medicamento nos Planos de Saúde Privados

O risanquizumabe da AbbVie, para o tratamento de pacientes adultos com psoríase moderada a grave, passa a fazer parte da lista de medicamentos de cobertura obrigatória pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar

SALA DA NOTÍCIA SPMJ Comunicação

A incorporação foi oficializada em Diário Oficial da União1. Risanquizumabe também faz parte dos medicamentos com cobertura pelo SUS - Sistema Único de Saúde, sob prescrição médica, para pacientes com psoríase.

A psoríase é uma doença da pele crônica e não contagiosa2 que afeta cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo e aproximadamente 3 milhões no Brasil (1,31% da população)3. É uma doença inflamatória da pele, na qual por predisposição genética, junto com fatores ambientais, causa o aparecimento de lesões avermelhadas e que descamam a pele2. Em até 30% dos pacientes, inflamação similar pode acontecer nas articulações, levando à artrite psoriásica4

Risanquizumabe é um medicamento biológico que bloqueia seletivamente a interleucina 23 (IL-23), uma citocina chave envolvida nos processos inflamatórios e que está associada a várias doenças inflamatórias. Estudos clínicos, que fundamentaram a aprovação do medicamento pelas agências regulatórias globais, incluindo a Anvisa, indicam que mais de 80% atingiram resposta rápida e sustentada na redução das lesões de pele, e cerca de 60%, além da resposta rápida, apresentaram manutenção da eliminação completa das lesões ao longo de 52 semanas de tratamento.5

A incorporação pela ANS é resultado de parecer favorável à consulta publica realizada no primeiro trimestre deste ano6.

Para mais informação sobre psoríase, acesse www.sbd.org.br

 

  1. https://www.in.gov.br/web/dou/-/resolucao-normativa-ans-n-536-de-2-de-maio-de-2022-398111061
  2. World Health Organization. (‎2016)‎. Global report on psoriasis. World Health Organization. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/204417. Acesso em 07/08/2020
  3. Romiti R, Amone M, Menter A, Miot HA. Prevalence of psoriasis in Brazil – a geographical survey.Int J Dermatol. 2017 Aug;56(8):e167-e168.
  4. Psoriatic Arthritis. 2019. Mayo Clinic. Disponível. Em https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/psoriatic-arthritis/symptoms-causes/syc-20354076. Acessado em 15 de dezembro de 2021
  5. Gordon KB, Strober B, Lebwohl M, Augustin M, Blauvelt A, Poulin Y, Papp KA, Sofen H, Puig L, Foley P, Ohtsuki M, Flack M, Geng Z, Gu Y, Valdes JM, Thompson EHZ, Bachelez H. Efficacy and safety of risankizumab in moderate-to-severe plaque psoriasis (UltIMMa-1 and UltIMMa-2): results from two double-blind, randomised, placebo-controlled and ustekinumab-controlled phase 3 trials. Lancet. 2018 Aug 25;392(10148):650-661.
  6. https://www.ans.gov.br/arquivos/acesso-a-informacao/participacao-da-sociedade/consultas-publicas/cp94/UAT%2007%20RISANQUISUMABE_PSORÍASE/CP%20-%20UAT%2007_Risanquizumabe%20-%20Psor%C3%ADase%20-%20Relatório%20da%20Cosaúde.pdf

 

 


Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo que acontece! Basta clicar aqui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.