20/05/2022 às 10h26min - Atualizada em 20/05/2022 às 18h20min

Organizações se unem contra maus-tratos a animais

Violência contra os animais é crime

SALA DA NOTÍCIA Fernanda de Souza Martins

As estatísticas são cruéis: pelo menos 15,6% dos mais de 60 milhões de cães e 24 milhões de gatos do país sofreram algum tipo de violência. Para fazer sua parte e mudar essa realidade, a Syntec do Brasil, indústria de produtos para saúde animal há 18 anos no mercado brasileiro, firmou parceria com a LatiCão para ampliar o atendimento da organização não governamental (ONG) a animais resgatados de maus-tratos.

“Essa união é pelo bem-estar animal e objetiva exatamente isso: ajudar a dar qualidade de vida a pets que já sofreram bastante e agora estão à procura de uma família que possa acolhê-los com amor. Estamos muito felizes com essa parceria e esperamos poder contribuir com o trabalho da LatiCão”, afirma Sergio Perelman, gerente de produtos & marketing para pets na Syntec do Brasil.

Por meio da parceria, a Syntec passa a destinar produtos veterinários para o tratamento dos animais resgatados pela LatiCão, de acordo com a demanda da organização. Uma dessas soluções é Tecspot®, pipeta à base de fipronil, lançada recentemente, que protege cães e gatos contra pulgas e carrapatos, parasitas que transmitem doenças e podem causar mortes.

Fernanda Fabris, presidente da Laticão, ONG sediada em Campinas (SP), conta que a iniciativa vai fortalecer ainda mais o seu trabalho e ajudar muitos cães e gatos debilitados. “Essa parceria agrega muito ao nosso trabalho. A Syntec é uma empresa de representatividade no mercado veterinário e contribuirá para nosso projeto ser ainda mais efetivo.”

“Desde que começamos o trabalho na Laticão já salvamos e reabilitamos mais de 1.000 animais. Sempre lembramos da importância de denunciar casos de maus-tratos, mas sabemos que eles vão além das estatísticas. Apesar de terem aumentado, as denúncias ainda não condizem com os números do Brasil”, comenta Fernanda.

Violência contra os animais é crime

Os maus-tratos cometidos contra animais de estimação é o quinto crime mais comum no Brasil. Somente no Estado de São Paulo são registrados, em média, 25 casos por dia, segundo dados da Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (Depa), da Secretaria de Segurança Pública (SSP). No entanto, a punição para quem pratica esse tipo de violência ainda é considerada branda.

“De 2017, quando começamos, até hoje, muita coisa já mudou e melhorou. Com a aplicação da lei, as denúncias começaram a ter efeito e aumentaram. No entanto, para quem comete o crime de maus-tratos a punição ainda não é suficiente. É preciso uma pena mais energética, que realmente impeça que essas pessoas voltem a cometer o mesmo crime”, explica Fernanda.

A atual Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605, de 1998) prevê detenção de 3 meses a 1 ano e multa, além do aumento de um sexto a um terço da pena nos casos da morte do animal. Está em tramitação no Senado projeto de lei que define pena de até 4 anos de prisão para quem praticar o crime.

A presidente da LatiCão lembra que casos de maus-tratos não envolvem violência física. “Maus-tratos são todos aqueles que impedem o bem-estar e a qualidade de vida do animal. Deixar o cão ou gato em local incompatível com seu porte, exposto ao sol por longo período de tempo, sem iluminação, sem ventilação ou acorrentado. Tudo isso é considerado crime!”.

O gerente da Syntec, Sergio Perelman, lembra que os cuidados com a saúde dos pets devem ser realizados em tempo integral. “Parece óbvio, mas sempre é preciso reforçar que a partir do momento em que você adota um animal de companhia, você se torna responsável pelo cuidado diário e integral desse companheiro. Para ter um cão ou um gato, é preciso estar ciente de que há responsabilidades. Proteção e cuidado devem acontecer o tempo o todo – assim como o amor e o carinho.”

Sobre a Syntec – A Syntec é uma indústria de produtos para saúde animal 100% brasileira e há 18 anos no mercado, com foco em medicamentos e suplementos veterinários de alta complexidade. Seu portfólio é amplo, incluindo terapêuticos, especialidades, produtos para higiene e saúde, suplementos e, agora, vacinas animais. Mais informações: www.syntec.com.br

Sobre a LatiCão: A LatiCão fez o seu primeiro resgate em fevereiro de 2017 e, desde então, já ultrapassou a marca de 1.000 cães e gatos salvos. Seu trabalho consiste em resgatar animais extremamente debilitados, seja nas ruas ou em situações de maus-tratos. Seu propósito é conscientizar a população sobre a responsabilidade de se ter um animal e os cuidados que exige, visando extinguir o abandono e os maus-tratos. Mais informações: www.laticao.org.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp