16/05/2022 às 10h15min - Atualizada em 16/05/2022 às 13h31min

De olho na educação

Mariana Babilone - professora da Una Lafaiete

SALA DA NOTÍCIA Cristiane Miranda Malheiros
Internet
De maneira geral, a pandemia deixou um saldo não muito animador na área da educação. Isso porque, na grande maioria dos países, as escolas, os centros educacionais e as universidades tiveram suas atividades paralisadas durante um tempo muito maior do que o esperado, devido à crise de saúde provocada pelo Covid-19. Isso afetou diretamente a educação, pois todos tiveram que adaptar-se aos novos tempos. Passados os dois anos do início da pandemia, muitos debates começam a surgir a respeito do futuro da educação. Mas, ao meu entender, o futuro é agora. Nós, em pleno século XXI, já entramos nesse futuro, ainda mais após um período tão sensível para toda a humanidade.

A sociedade como um todo, principalmente nós que fazemos parte diretamente da educação seja como professores, orientadores ou pesquisadores da área, precisamos pensar além de que somente levar o conteúdo para os alunos. É necessário e indispensável dizer que a educação hoje é bastante desafiadora. Vivemos em um mundo globalizado, com acesso a muitas formas de adquirir conhecimento. As escolas e as universidades precisam dar sentido a todo esse conhecimento e conteúdo disponível para esse estudante, que busca as instituições educacionais como uma forma de corroborar tudo o que tem absorvido fora das escolas e das universidades.
      
Nas universidades, especificamente, o desafio é fornecer uma grade curricular em consonância com as habilidades individuais e com a realidade do mercado. Os estudantes querem uma instituição educacional apta a lhe oferecer competências para além do ensino formal. Sabemos que a educação no Brasil é uma situação complexa e necessita da intervenção de vários atores. Mas, cada um pode e deve colaborar para fazer esta importante parte da nossa sociedade evoluir. Novas formas de ensino estão surgindo, novas maneiras de ensinar também. Temos inúmeras ferramentas disponíveis ao nosso favor. O professor dentro da sala de aula deve fornecer todas as informações possíveis para a formação do futuro profissional, desenvolvendo não só a formação técnica, mas as habilidades socioemocionais que ficaram ainda mais afloradas durante a pandemia. No Brasil, as instituições de ensino representam, para a maioria, uma oportunidade de um futuro melhor quando oferecem inúmeros cursos nas áreas de exatas, humanas, saúde, ciências sociais, tecnologia, entre outros. Por isso, as universidades que mais oferecem uma formação humanizada, oferecem ferramentas inovadoras e oferecem oportunidade de colocar em prática aquilo que é aprendido em sala de aula, são as que estão um passo à frente. E é essa universidade que nós, educadores, queremos oferecer em sua total amplitude. A educação do futuro já chegou, a educação do futuro já é agora.




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp