19/01/2024 às 07h10min - Atualizada em 19/01/2024 às 08h50min

Inscrições para o 'Enem dos Concursos' começam nesta sexta (19)

 

Notícias Ao Minuto
https://www.noticiasaominuto.com.br/economia/2105781/2-inscricoes-para-o-enem-dos-concursos-comecam-nesta-sexta-19?utm_source=rss-economia&utm_medium=rss&utm_campaign=rssfeed

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As inscrições para o CNU (Concurso Nacional Unificado), apelidado de "Enem dos Concursos", vão começar nesta sexta-feira (19), segundo cronograma anunciado pelo MGI (Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos).

O processo deve ser realizado até o dia 9 fevereiro exclusivamente através da página administrada pela Fundação Cesgranrio, que também disponibiliza os oito editais do certame -um para nível médio e sete para nível superior.

Serão 6.640 vagas de início imediato para 21 órgãos ligados ao governo federal, como IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ministérios e ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Há oportunidades para engenheiro, psicólogo, economista, técnicos e outras funções, com salários iniciais de até R$ 22.900. Veja em detalhes no buscador abaixo.

Para concorrer, o candidato deve autenticar o acesso por meio de uma conta Gov.br e informar o CPF. Também é preciso pagar uma taxa de inscrição: o valor é de R$ 60 para vagas de nível médio e de R$ 90 para nível superior.

O pagamento só poderá ser feito por meio de GRU (Guia de Recolhimento da União). Não serão aceitos outros métodos, como Pix ou cartão, e, se oferecidos por canais não oficiais, poderão representar uma tentativa de golpe.

Terão direito a isenção candidatos inscritos no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais), doadores de medula óssea, alunos que foram bolsistas do Prouni e estudantes que receberam financiamento do Fies.

É preciso, porém, ficar atento ao calendário: ainda que o período de inscrições vá até o dia 9 de fevereiro, o prazo para solicitar isenção da taxa é até a próxima sexta-feira (26).

Haverá, ainda, reserva de vagas de 5% para pessoas com deficiência e 20% para pessoas negras. Para os cargos na Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas), indígenas terão cota de 30%.

Primeiro unificado a nível nacional e organizado pela Fundação Cesgranrio, o concurso está previsto para acontecer no dia 5 de maio, em 220 cidades de todas as regiões do país.

"É um processo importantíssimo de reconstrução do estado brasileiro e de transformação social, que vai aumentar a capilaridade e alcançar locais em que nunca houve provas de um concurso público federal", afirmou a ministra Esther Dweck, responsável pelo certame, durante entrevista coletiva na semana passada.

A previsão do ministério é que 3 milhões de pessoas se inscrevam na primeira edição do CNU.

"Pelo que o governo federal vem demonstrando, o CNU veio para ficar. Por exemplo, alguns órgãos não aderiram a esse primeiro concurso por dúvidas de como ele aconteceria, a forma, os conteúdos. Agora, com a publicação do primeiro edital, esse bloqueio acaba", diz Victor Tanaka, especialista em concursos públicos do Estratégia Educacional.

"A tendência é de uma realização mais periódica, inclusive, com outros órgãos federais do Executivo aderindo ao modelo. De forma geral, acredito que teremos, em termos de inscritos, o maior concurso público de todos os tempos."

COMO O 'ENEM DOS CONCURSOS' VAI FUNCIONAR

No momento de inscrição, os candidatos deverão optar entre os oito blocos temáticos disponíveis:

Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-1-10jan2024.pdf)

Bloco 2 - Tecnologia, Dados e Informação (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-2-10jan2024.pdf)

Bloco 3 - Ambiental, Agrário e Biológicas (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-3-10jan2024.pdf)

Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-4-10jan2024.pdf)

Bloco 5 - Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-5-10jan2024.pdf)

Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-6-10jan2024.pdf)

Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-7-10jan2024.pdf)

Bloco 8 - Nível Intermediário (https://www.gov.br/gestao/pt-br/concursonacional/editais/edital-cpnu-bloco-8-10jan2024.pdf)

Depois, devem especificar quais cargos têm interesse em ocupar, por ordem de preferência. O candidato poderá concorrer a todas as oportunidades do mesmo bloco temático.

Não é possível, porém, se inscrever em mais de um bloco. De acordo com a Cesgranrio, o candidato que se arrepender da área escolhida terá até o final do período de inscrições para efetuar a mudança no site oficial.

O concurso acontecerá em duas etapas. Na primeira, na manhã de 5 de maio, os candidatos serão submetidos a uma prova objetiva de conhecimentos gerais composta por 20 questões.

A avaliação de nível superior ainda terá uma prova discursiva sobre algum conhecimento específico e, de nível médio, uma redação. As atividades matutinas terão tempo limite de 2h30.

À tarde, os candidatos de nível superior serão submetidos a provas objetivas de conhecimentos específicos de 50 questões. A avaliação de nível médio terá 40 perguntas. A segunda parte do concurso terá 3h30 de duração.

O resultado final deve ser anunciado em 30 de julho. Segundo o cronograma anunciado pelo MGI, a data para as primeiras convocações será 5 de agosto -cargos que demandam curso de formação terão as nomeações ao longo do segundo semestre.

Confira o cronograma completo do concurso aqui:

Cronograma Cesgranrio

CADASTRO RESERVA

Depois da divulgação dos editais, o governo federal publicou um decreto que prevê a ampliação do número de vagas do cadastro reserva do CNU.

Inicialmente, a "lista de espera" teria o dobro da quantidade de vagas do certame, mas, de acordo com o MGI, a previsão é de que esse número seja ainda maior para preencher as vacâncias que surgem ao longo do tempo nos órgãos públicos federais.

"Antes, o cadastro de reserva era para um concurso específico. Então, a regra de ter o dobro de aprovados funcionava. Nesse caso, um mesmo candidato poderá compor a lista de mais de um cargo. O que queremos garantir com a publicação desse decreto é que haja duas vezes o número de vagas de pessoas aprovadas naquele bloco", afirmou a ministra Esther Dweck.

O limite de candidatos aprovados no certame para o cadastro reserva ainda será definido em edital.

Outra novidade do CNU é que os aprovados na lista de espera poderão ser chamados para vagas temporárias enquanto aguardam postos efetivos.

O objetivo é agilizar a contratação de servidores públicos por tempo determinado. Os candidatos aprovados em lista de espera podem ser convocados para vagas temporárias do bloco temático escolhido no momento da inscrição, sem perder o lugar na fila para cargos permanentes.

Se o candidato estiver em uma vaga temporária e for chamado para uma permanente, ele pode desistir da primeira para assumir a segunda.

Leia Também: MTE tem 900 vagas para auditor fiscal no Concurso Nacional Unificado



Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/economia/2105781/2-inscricoes-para-o-enem-dos-concursos-comecam-nesta-sexta-19?utm_source=rss-economia&utm_medium=rss&utm_campaign=rssfeed

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo que acontece! Basta clicar aqui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.