20/04/2023 às 16h59min - Atualizada em 21/04/2023 às 00h00min

5 curiosidades sobre cactos e suculentas

O engenheiro agrônomo da Forth Jardim, Marcos Estevão Feliciano, traz curiosidades sobre essas espécies que são as “queridinhas” da jardinagem caseira

SALA DA NOTÍCIA Forth Jardim
Divulgação
Seja em casa, ou nos comércios e ambientes de trabalho em geral, os cactos e suculentas são plantas que possuem uma grande diversidade, com formatos e belezas diferentes, o que tem chamado a atenção das pessoas fazendo com que muitas se tornem colecionadoras das espécies. Para cultivá-los não é preciso muito espaço e tão pouco um local específico ou uma técnica aprimorada. Além disso, são fáceis de serem encontrados em Home&Garden´s e outros tipos de comércios, em qualquer época do ano.
Mas apesar de já ter caído nas graças do povo, estando entre as “queridinhas” dos praticantes da jardinagem caseira, há muitas informações sobre elas que nem todo mundo sabe. O engenheiro agrônomo da Forth Jardim, Marcos Estevão Feliciano, separou algumas curiosidades que além de nos fazer conhecê-las melhor, reforça os cuidados que essas plantinhas tanto merecem.
  1. Todo cacto é uma suculenta
Antes de tudo é necessário esclarecer que apesar de serem dois tipos de plantas: todo cacto é também uma suculenta. Isso porque as suculentas são um grupo de plantas e os cactos são de uma família (Cactaceae) que pertence a este grupo.
De modo geral as suculentas são plantas que sobrevivem à falta de água e luz e são capazes de armazenar água nas raízes, caules, troncos ou folha. E a forma de diferenciar os cactos das demais famílias de suculentas são suas aréolas – estrutura formada por pequenos círculos salientes de onde nascem rebentos, espinhos e flores.
  1. Os espinhos dos cactos são uma “defesa da planta”
A maioria dos cactos possuem espinhos agudos e longos e alguns podem ainda contar com pelos. Estes espinhos funcionam como um tipo de “defesa” da planta, não só protegendo ela contra animais, mas também protegendo do sol intenso, impedindo a circulação de ar pelo que pode ser considera como “pele da planta”, evitando que ela perca água.
  1. Algumas espécies também são “PANCs”
Popularmente conhecida como “Palma Forrageira” a Opuntia ficus-indica é um cacto suculento, ramificado, de porte arbustivo. Trata-se de uma planta bem adaptada às condições adversas do semi-árido e entra no grupo das PANC’s (Planta Alimentícia Não Convencional). É cultivada principalmente para produção de forragem, mas também uma boa alternativa para o consumo humano, sendo rica em vitaminas, proteínas e minerais.
Já o “Figo da Índia” (Opuntia ficus-indica) é o fruto que também nasce uma espécie de cacto e que apesar do seu aspecto exótico, não só é comestível, como possui um alto teor de carboidratos não fibrosos, vitaminas, minerais e propriedades antioxidantes.
  1. Plantas que não parecem, mas também são suculentas
Estando entre uma das plantas ornamentais mais populares e presentes em vários lares brasileiros, por ser resistente e principalmente por suas “atribuições místicas”, servindo para proteção, a Espada-de-São-Jorge tecnicamente também é considerada como uma suculenta. Isso porque suas folhas largas e espessas tem a capacidade de armazenar água em seus tecidos vegetais.
Outra opção exótica e ornamental que é bastante usada no paisagismo de áreas externas e internas, é a Pata-de-Elefante. Trata-se de outra planta que também é uma suculenta pertencente à família Asparagaceae.
E ainda na lista das plantas que apesar de não parecerem também são suculentas, está a Rosa do Deserto. Embora tenha esse nome, ela não tem nada a ver com a rosa comum. Trata-se de uma espécie que pertence à família das apocináceas e que é tipicamente suculenta, tendo suas raízes e caules intumescidos com o objetivo de armazenar água.
  1. Apesar de serem plantas “práticas” é preciso alguns cuidados especiais
Uma das características dessas espécies que mais desperta o interesse das pessoas é justamente o fato de serem plantas resistentes e que não necessitam de cuidados muito específicos para se manter, o que se encaixa perfeitamente na rotina corrida que a maioria leva. No entanto, é importante reforçar que é preciso estar atento a alguns problemas dos quais as suculentas estão suscetíveis, como: podridão de raízes e ataque de pragas.
A podridão de raízes acontece quando a drenagem da água não está boa, ou se o vaso ou cachepô não tem furos. A água em excesso ocupa todos os espaços do substrato, ele fica sem oxigênio e ocorre o apodrecimento das raízes.
Vale reforçar que as suculentas serem plantas que podem ser cultivadas em qualquer local da casa, desde que recebam pelo menos de 4 a 6 horas diárias de sol direto. Caso contrário, elas ficarão muito suscetíveis a ataques de pragas, como, por exemplo, cochonilhas. 

Sobre a Forth Jardim
A Forth Jardim é uma empresa especializada no cuidado com as plantas, focada principalmente no segmento de Home & Garden e oferece soluções para finalidades específicas. Atuando há 24 anos, a marca é hoje uma das líderes de mercado e contribui de forma ativa para o crescimento do setor. A empresa conta com uma fábrica própria localizada na cidade de Cerquilho (SP), possui mais de 90 colaboradores e está presente em mais de 4.000 pontos de vendas em todo o Brasil. Em 2020, impulsionada principalmente pelo aumento do número de pessoas que passaram a se interessar em cultivar plantas em casa, a empresa aumentou o faturamento em 50% e mantém crescimento médio de 20% ao ano.
@forthjardim_oficial
https://forthjardim.com.br/

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.