31/07/2022 às 19h08min - Atualizada em 31/07/2022 às 20h04min

Médico suspeito de homofobia contra paciente com varíola dos macacos é afastado em Santo André

 

Noticias Ao Minuto
https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/1929894/medico-suspeito-de-homofobia-contra-paciente-com-variola-dos-macacos-e-afastado-em-santo-andre?utm_source=rss-brasil&utm_medium=rss&utm_campaign=rssfeed

PATRÍCIA PASQUINI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de Santo André, na Grande São Paulo, afastou um médico suspeito de homofobia contra um paciente que tinha sintomas de varíola dos macacos.


O caso foi relatado pelo ator Matheus Góis, 23, que fez uma consulta na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Central. O serviço é gerenciado pela organização social SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), responsável pelas unidades de urgência e emergência da cidade. O médico suspeito é funcionário da entidade privada e não é concursado.


Em nota, a prefeitura lamentou o ocorrido e disse que apura os fatos. Durante a investigação, o médico ficará afastado e sem receber salário.
Em entrevista à reportagem, Góis relata que procurou atendimento na última segunda-feira (25). Uma médica suspeitou de sífilis e o encaminhou ao Centro Médico de Especialidades da Vila Vitória para a realização de exame, que deu negativo para essa doença.


O paciente diz que ficou isolado no centro de especialidades e que uma médica tirou fotos das lesões que apareceram no corpo. Depois, o encaminhou à UPA Central de Santo André.


Góis conta que sentiu desdém por parte do médico que o atendeu no local. "Logo ele perguntou o que eu tinha e o que estava fazendo lá. Eu expliquei todo o processo. Provavelmente, no meu prontuário estava escrito que eu tinha vindo do centro de especialidades. Esse centro trata de ISTs [infecções sexualmente transmissíveis]", conta.


"Ele perguntou: Você tem doença?", relata o ator. "Eu perguntei: Doença? Ele disse: É, doença. Qual é a sua sorologia?". Góis então respondeu que tinha resultado negativo em exames de sangue que detectam vírus como o HIV e ouviu do médico que, se ele tinha vindo do centro de especialidades, "alguma coisa ele tinha".


O paciente diz que foi então encaminhando para uma enfermeira e que o médico não finalizou o atendimento. O diagnóstico de varíola dos macacos foi confirmado.


"Assim que eu entrei na sala, ele me olhou dos pés à cabeça e obviamente viu que eu era gay. Depois, ele só olhou para mim na hora que perguntou se eu tinha doença. Foi bem rude. Pelo prontuário, ele sabia de onde eu tinha vindo, porque nesse centro de especialidade eu faço acompanhamento de PrEP (Profilaxia Pré-Exposição, terapia de prevenção ao HIV)", conta.


"Eu faço o relato porque as duas médicas não me trataram assim. Elas realizaram o processo padrão de acolhimento e não me perguntaram nada. Não sabia que ia dar repercussão. Achei importante falar porque pode ter outros casos", afirma Góis, que também denunciou o caso nas redes sociais.


O atual surto de varíola dos macacos atinge com mais recorrência homens que fazem sexo com outros homens. O vírus é transmitido ao se tocar as feridas causadas pela infecção ou por contato próximo e prolongado com secreções respiratórias de pessoas infectadas, como ocorre em relações sexuais.


Especialistas alertam, no entanto, que qualquer pessoa pode ser infectada. Entidades como a Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids) já apontaram preocupação com o risco de estigmatização de comunidades em razão de estereótipos racistas e homofóbicos que têm sido associados à varíola dos macacos.


A Prefeitura de Santo André diz que profissionais da rede de saúde pública e privada receberam capacitações sobre os protocolos, condutas e encaminhamentos a respeito da doença oferecidas pela Secretaria Municipal de Saúde.


Por telefone, a assessoria de imprensa da SPDM disse que o médico é elogiado na unidade e que as perguntas feitas ao rapaz foram necessárias.


Segundo Góis, nenhum funcionário da prefeitura ou da organização social o procurou até este domingo (31).



Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/1929894/medico-suspeito-de-homofobia-contra-paciente-com-variola-dos-macacos-e-afastado-em-santo-andre?utm_source=rss-brasil&utm_medium=rss&utm_campaign=rssfeed
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp