30/07/2022 às 10h38min - Atualizada em 30/07/2022 às 10h38min

PC prende suspeito de assassinar homem a facadas por ter sido alvo de boatos em Muniz Freire

A motivação do crime está ligada a um boato, não confirmado, de que a vítima teria um caso amoroso com a mulher do suspeito

Já está na cadeira o assassino de Bruno da Silva Castilho, de 20 anos. A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Muniz Freire, deflagrou a operação Captura, na propriedade de Amarelos, zona rural de Guarapari. Durante a ação, foi preso um homem, de 33 anos, autor do crime ocorrido no distrito Alto Norte, em Muniz Freire, no dia 25 de junho deste ano.

A operação contou com o apoio da Delegacia Regional de Alfredo Chaves, da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Guarapari, das delegacias de Infrações Penais e Outras e de Investigações Criminais de Venda Nova do Imigrante, além do serviço de inteligência do 10º Batalhão da Polícia Militar.

Após ter sido oficiada sobre a expedição da ordem de prisão pela Justiça, a PC deu início aos levantamentos de dados e informações que levassem ao local onde o foragido estava. Com a integração entre as unidades da Polícia Civil e o serviço reservado da (PMES), o criminoso foi descoberto em uma propriedade em Amarelos. Ao ser abordado pelos policiais, ele tentou fugir e, ao ser contido, resistiu à prisão, por isso foi necessário o uso de força proporcional para cessar a resistência.

“O êxito da operação é fruto da integração e comprometimento de todos os policiais civis e militares envolvidos, pois, desde que fomos informados da expedição da ordem de prisão pela autoridade judiciária, iniciamos os levantamentos de inteligência, planejamos e executamos a operação com rapidez e eficiência. Agradecemos a colaboração de todos os policiais civis e militares de outras unidades”, destacou o titular da Delegacia de Polícia de Muniz Freire, delegado Bruno Alves.


Boatos motivou o crime

A motivação do crime está ligada a um boato, não confirmado, de que a vítima teria um caso amoroso com a mulher do suspeito. Embora os dois tivessem se entendido sobre a questão, dois colegas de trabalho mantiveram o boato, envergonhando o suspeito, o que o teria levado a cometer o crime. 

“Com estas brincadeiras de mal gosto, o autor novamente se inflamou. Em um sábado de trabalho, ele se aproveitou do barulho do motor de uma máquina de pulverizar a roça de tomates e chamou a vítima para conversar, mas já estava decidido a mata-lo. Durante a conversa, ele sacou uma faca e desferiu vários golpes contra a vítima”, contou o delegado Bruno Alves.

Após o fato, o suspeito fugiu do local e a Delegacia de Polícia de Muniz Freire deu início às investigações, conseguindo identificá-lo e prendê-lo. Em seguida, ele foi encaminhado ao Sistema Prisional. O inquérito policial foi concluído e o indivíduo foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e dissimulação. Já os colegas de trabalho, vão responder por homicídio, na modalidade de participação moral por instigação.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp