26/07/2022 às 16h37min - Atualizada em 27/07/2022 às 00h01min

Início das aulas na Escola Korú: startup contribui para a inclusão social com bolsas de estudo de 75% a 100% em áreas de alta demanda no mercado

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.escolakoru.com.br

SALA DA NOTÍCIA Imprensa
Com um hub recém-construído em Campinas (SP), a Escola Korú está pronta para receber seus alunos: as primeiras turmas de Marketing Digital, Produtos Digitais e Engenharia de Dados já começaram, com aproximadamente 100 estudantes. Inspirada em modelos dos Estados Unidos e do Canadá, a startup oferece cursos profissionalizantes custeando de 75% a 100% do valor das mensalidades, por meio de parcerias com outras empresas, com o intuito de gerar inclusão social e aumentar a empregabilidade para um grupo mais diverso de pessoas. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.escolakoru.com.br. Outros 100 alunos, colaboradores da Ambev, da Sinch e da Exato Digital, parceiras da Korú, começam os mesmos cursos in company.

Os cursos desenvolvidos pela Korú são voltados para a alta demanda do mercado de trabalho como forma de aumentar a competitividade. Atualmente, a transformação digital de serviços, produtos e processos já é uma realidade para empresas de todos os segmentos e essa busca fez crescer, juntamente, a demanda por profissionais da área de tecnologia – uma verdadeira lacuna no mercado de trabalho brasileiro, que tem milhões de desempregados sem qualificação para essas vagas excedentes. Contribuindo para mitigar esse problema, a Korú abrirá novas turmas em outubro e, em 2023, novos cursos, como Desenvolvimento de Software. Ao todo, o hub de Campinas tem capacidade para 2.600 alunos.

"O propósito da Korú é dar acesso a quem não tem oportunidades, esse é um sonho meu e de todos os fundadores da startup que estava incubado. O mercado corporativo no Brasil ainda não espelha a diversidade que temos no país. Mais de 70% da população – formada por mulheres, pessoas negras, indígenas, LGBTQIAP+ e outros grupos – não tem as mesmas oportunidades que homens brancos hétero. Nosso time vem com trajetórias de muito cuidado com as pessoas combinada com excelência operacional, vamos garantir um preço acessível aos alunos e as conexões que façam diferença na vida e carreira dessas pessoas”, comenta Daniel Spolaor, CEO da Korú.

Os cursos são híbridos (parte no hub e parte online) e têm duração de oito meses, com uma dedicação semanal de 20 horas. A Korú segue a metodologia work based learning (aprendizagem baseada em trabalho, em português), por isso os alunos terão a oportunidade de desenvolver soluções para desafios reais de empresas parceiras da startup. “As práticas de trabalho começam com o processo de ‘discovery’ [descoberta], que é investigar o problema que deve ser solucionado; depois, os estudantes criam um MVP [produto mínimo viável] e, por fim, realizam um pitch [uma apresentação] para a empresa parceira, que pode aceitar ou ajustar a ideia em diálogo com os alunos. Nossa metodologia cria uma verdadeira experiência profissional que vai direto para o currículo dos alunos”, explica Raissa Florence, cofundadora da Korú. Ao longo de cada curso são realizados quatro projetos de trabalho de oito semanas cada um.

Ao se formarem, os alunos da Korú entram para o programa Alumni, uma rede de networking que conecta os novos profissionais aos professores, colegas e empresas parceiras e dá acesso a mentorias e conteúdos para seguirem se especializando por, ao menos, 12 meses. “O principal ponto sobre a Korú é que ela não é só uma edtech [startup de educação] ou uma HRtech [startup de Recursos Humanos], estamos juntando essas competências em uma accesstech, um termo que nós mesmos criamos para definir uma startup de acessibilidade que constrói uma ponte entre o aluno e o mercado de trabalho. Na Korú, garantimos que nossos estudantes tenham pontos de contato com as empresas parceiras. Não fazemos uma simples divulgação de vagas, mas uma política de relacionamento para todos se conhecerem melhor”, afirma o CEO.
Cursos profissionalizantes Korú

Em Marketing Digital, o aluno aprende a criar e desenvolver estratégias que fazem com que as pessoas se apaixonem pelas marcas de hoje e do futuro. A criação de conteúdo também tem seu espaço, compreendendo as melhores formas de ter a atenção do público e ganhar o mundo digital e suas mídias.

No curso de Produtos Digitais é ensinada a arte de criar produtos e serviços desde a ideia inicial, passando pelo design e pesquisas de mercado até o lançamento e as medições de performance. O estudante aprende a fazer produtos no mundo real, com auxílio de metodologias ágeis e posicionais que são referência no mercado. O participante é estimulado a desenvolver um projeto novo ou melhorar e desdobrar produtos já existentes, potencializando ideias.

Já o curso em Engenharia de Dados é a oportunidade ideal para quem deseja liderar a mudança da economia digital, uso de dados e inteligência artificial. É ensinado a coletar, organizar e correlacionar dados para construir modelos que permitam que pessoas e empresas tomem decisões estratégicas. A partir disso, o profissional se torna protagonista na melhoria da sociedade.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp