25/07/2022 às 15h09min - Atualizada em 26/07/2022 às 00h00min

Artroplastia do joelho: Atividade física e implante ortopédico

Saiba quando e quais atividades físicas são indicadas após a colocação do implante

SALA DA NOTÍCIA Jana Fogaça
www.vempradescomplica.com.br
Divulgação
Considerada uma das doenças mais incapacitantes e responsável pelo comprometimento da qualidade de vida das pessoas que sofrem com a rigidez nas articulações, além de dores indescritíveis, a artrose do joelho degenera as cartilagens que envolvem as extremidades ósseas.
Em alguns casos, somente a substituição da articulação por um dispositivo médico implantável é capaz de eliminar o problema.
Devido ao medo da recuperação do pós-operatório e da incerteza da reabilitação e da mobilidade, muitos pacientes ainda ficam receosos se devem realizar o procedimento. Principalmente, em caso de pessoas ativas, que ficam preocupadas se poderão retomar a sua rotina de atividades físicas”, revela o CEO da Ortoart, Arthur Moro.
Representante exclusiva no Sul do País dos dispositivos médicos implantáveis da DePuy Synthes, segmento da gigante mundial Johnson & Johnson, a Ortoart intermedia cerca de 30 cirurgias por dia somente em Curitiba/PR, e por conta disso, conhece de perto a necessidade de médicos e pacientes.
Com o avanço da tecnologia, os dispositivos médicos implantáveis da atualidade substituem perfeitamente as articulações comprometidas, devolvem a qualidade de vida e promovem a reabilitação e a recuperação da mobilidade. A recuperação do paciente é muito mais rápida, permitindo que ele retome sua autonomia em curto espaço de tempo. Obviamente, é necessário que haja um cuidado e a manutenção destes dispositivos, pois trata-se de uma substituição, e por isso, é importante o acompanhamento médico”, diz Moro.

E a atividade física?
Com o devido acompanhamento médico e seguindo à risca as recomendações, geralmente, em uma semana, o paciente já consegue realizar as atividades do dia a dia.
Já as atividades físicas devem iniciar moderadamente, sempre acompanhadas pela orientação do cirurgião ortopedista. “Os médicos costumam indicar, inicialmente, as atividades de baixo impacto, como caminhadas, natação e hidroginástica. O tempo de recuperação varia de paciente para paciente, por isso, não é possível prever exatamente quando uma pessoa poderá retomar as atividades físicas”, explica o CEO da Ortoart.
O tempo que a pessoa conviveu com a artrose também deve ser levado em conta durante o período de recuperação. “Às vezes, o paciente apresenta fraqueza muscular devido ao período em que conviveu com a artrose, e por conta disso, precisa fazer o condicionamento para recuperar sua capacidade. Com o passar do tempo, o paciente vai retomando suas habilidades, sempre respeitando os seus limites, inclusive para preservar a vida útil do dispositivo”, conclui Moro.

Sobre a Ortoart
A Ortoart é uma empresa de Curitiba, que atua há mais de 15 anos no mercado de  dispositivos médicos implantáveis [DMI] e atualmente é a representante exclusiva da DePuy Synthes, marca de próteses da gigante Johnson & Johnson no sul do Brasil.
 

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo que acontece! Basta clicar aqui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.