20/07/2022 às 21h55min - Atualizada em 21/07/2022 às 00h02min

A revolução do no-code: o futuro não tem código

Você certamente já ouviu falar que o futuro da tecnologia é a programação. Entenda a revolução do no-code: o futuro não tem código

Olhar Digital
https://olhardigital.com.br/2022/07/20/colunistas/a-revolucao-do-no-code-o-futuro-nao-tem-codigo/

Você certamente já ouviu falar que o futuro da tecnologia é a programação. Talvez até já tenha se sentido ameaçado ao ouvir que a inteligência artificial vai substituir a maioria dos trabalhos, e que para ter alguma chance como profissional é preciso aprender a programar – urgentemente. Mas e se eu te falar que o futuro do código é sem código, acreditaria?

Pelo menos é isso o que uma pesquisa da Gartner, importante empresa de consultoria, indica. De acordo com o relatório, até 2024 cerca de 65% dos softwares no mundo serão desenvolvidos a partir de low-code e no-code. Isso mesmo, mais da metade dos softwares serão feitos a partir de plataformas com interfaces de arrastar e soltar, que demandam pouco ou nenhum código. O que também significa que pessoas que não dominam as linguagens de programação poderão atuar como citizen developers, isto é, desenvolvedores não especializados.

Leia mais:

O crescimento do no-code representa uma verdadeira revolução desde a sua origem. Até meados dos anos 2000, a internet era meio restrita, pouco visual e para desenvolver qualquer coisa era necessário o domínio de linguagens de programação supercomplexas (mais do que as que temos hoje). Isso sobrecarregava os desenvolvedores, porque eles ficavam presos a trabalhos repetitivos e relativamente simples, como a criação de sites. Esse serviço hoje pode ser feito facilmente por meio do WordPress e do Wix, por exemplo.

As plataformas low e no-code facilitaram o trabalho dos programadores, que agora podem realizar tarefas em menos tempo e focar em atividades mais complexas e criativas. Essas tecnologias permitiram ainda que mais pessoas com pouco ou nenhum conhecimento em código assumissem funções, aliviando a demanda e democratizando a criação na internet. Graças ao low-code e no-code hoje é possível criar sites, e-commerces, aplicativos e plataformas inteiras sem precisar digitar uma linha de código. Essa é a internet realmente para todos, como o seu fundador Tim Berners-Lee idealizou.

Então, se você se sentia ameaçado pela iminência do código, talvez agora seja a hora de embarcar no mundo no-code e se especializar. Afinal, mesmo sem código, o mercado é competitivo, dinâmico e exige sempre o melhor profissional.

*Léo Andrade é influenciador e especialista em tecnologia, referência em low-code e no-code no Brasil e autor dos e-books gratuitos A Revolução Low-code e Citizen Developers

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal! 

O post A revolução do no-code: o futuro não tem código apareceu primeiro em Olhar Digital.



Fonte: https://olhardigital.com.br/2022/07/20/colunistas/a-revolucao-do-no-code-o-futuro-nao-tem-codigo/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp