18/07/2022 às 14h30min - Atualizada em 19/07/2022 às 00h01min

Febrapo alerta para tentativa de golpe aos poupadores

Golpistas se passam pelo advogado responsável pelo caso e até mesmo por funcionários do Conselho Nacional de Justiça e solicitam taxas inexistentes

SALA DA NOTÍCIA Rosa Rey
Divulgação

Imagine que você é um dos brasileiros que perdeu dinheiro com a correção monetária dos planos Bresser (87), Verão (89), Collor I (90) e Collor II (91). Seu processo está parado na Justiça e há anos espera reavê-lo. Então, finalmente você recebe uma ligação. A pessoa do outro lado fala que é do Conselho Nacional de Justiça ou do escritório que cuida do seu caso; passa os detalhes do seu processo e diz que seu dinheiro já está liberado. Para conseguir finalizar o processo, basta pagar algumas taxas.

É assim que costumam ser as tentativas de golpes aos poupadores que ainda possuem processos abertos na Justiça para reaverem o dinheiro, de acordo com Ana Carolina Seleme, Diretora Executiva da Febrapo (Frente Brasileira Pelos Poupadores). 

“Recebemos com frequência denúncias de pessoas que receberam esse tipo de ligação. Ano passado tivemos mais de 50 tentativas de golpes e desde o início deste ano foram 11. Essa quantidade nos chamou atenção e então decidimos alertar para que outras pessoas que recebam esse tipo de ligação não caiam no golpe”, afirma. 

Foi o que aconteceu com Luiz Ascânio Coelho. Ele recebeu uma ligação desse tipo ano passado, no entanto, como já estava atualizado sobre o seu caso, logo imaginou que poderia ser uma tentativa de golpe. 

“Eles me ligaram e falaram que meu dinheiro já tinha sido liberado e que para eles me transferirem o total eu teria que pagar uma determinada quantia. Na mesma hora falei que eles poderiam, então, descontar do dinheiro que eles iriam me transferir, mas não aceitaram. Alegaram que a Justiça só liberava se eu transferisse o dinheiro da minha própria conta e não da conta deles”, explica o poupador. Ele disse que quando eles não aceitaram, desligou o telefone e entrou em contato com o advogado do caso.  

A diretora da Febrapo concorda que a ligação pode parecer ser real e como a maioria dos poupadores é de pessoas idosas, é preciso ficar ainda mais atento. De acordo com Ana, o melhor a se fazer, nesse caso, é desligar a chamada, não transferir nenhum dinheiro e entrar em contato ou com a Febrapo ou com o escritório que cuida do caso para confirmar as informações. Ela também orienta que é importante fazer o Boletim de Ocorrência.  

“Infelizmente algumas pessoas já caíram. Qualquer um poderia cair. Afinal, você está esperando esse dinheiro por tanto tempo e a pessoa tem os seus dados. Às vezes nem duvidamos da taxa solicitada e queremos logo finalizar o processo. Principalmente agora, quando qualquer quantia extra que entrar na conta vai fazer diferença.” 

A Frente Brasileira Pelos Poupadores (Febrapo) é uma reunião de entidades da sociedade civil, criada com o objetivo de estabelecer ações conjuntas e cooperativas para proteger os poupadores que foram vitimados pelas perdas dos Planos Econômicos Bresser, Verão, Collor I e Collor II. 

Os poupadores têm a opção de aderir ao Acordo dos Planos Econômicos firmado entre a Febrapo, Febraban, Idec, AGU e Banco Central e validado pelo STF.  Mais de 200 mil pessoas já foram beneficiadas e receberam o valor do Acordo. No entanto, ainda existem 450 mil casos abertos que podem aderir ao Acordo.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo que acontece! Basta clicar aqui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.