15/07/2022 às 12h53min - Atualizada em 15/07/2022 às 12h53min

Em liberdade, advogada acusada de racismo em Castelo diz que foi estuprada

Abuso teria acontecido quando ela tinha 6 anos

A advogada presa em flagrante durante uma audiência no Fórum de Castelo, na última terça-feira (12), por racismo contra uma mulher, utilizou as redes sociais para se defender e afirma ter sido estuprada aos seis anos.

De acordo com o boletim de ocorrências, durante audiência de conciliação no Juizado Especial do Fórum de Castelo, a advogada ofendeu uma das partes com as seguintes palavras: favelada, pobre, preta e mau pagadora. A conciliadora Ana Carolina Pereira de imediato pediu apoio policial e constou todo o fato na ata do termo de conciliação.

A advogada foi conduzida para o DPJ Cachoeiro de Itapemirim, onde foi autuada em flagrante, mas posteriormente colocada em liberdade.

A vítima conversou com a reportagem e está extremamente abalada com o ocorrido. "Não consegui digerir ainda isso. Estou me sentindo um lixo", disse.

O que diz a advogada

Nesta quinta-feira (14), a advogada utilizou o Facebook para falar sobre o caso, se disse inocente e revelou que foi abusada sexualmente aos seis anos de idade.  

“Não queria me pronunciar, mas diante a tantos pré-julgamentos e atropelos que ferem o devido processo legal, eu que sempre amei direito e processo penal, preciso falar, e sobretudo ser ouvida. Algo que desde terça-feira me foi negado”, inicia a publicação.

A advogada se diz vítima e afirma que provará inocência em relação às acusações que resultaram em sua prisão em flagrante.

“Sozinha, difamada, caluniada, stalkeada, no fundo do poço, escrachada pela mídia por um crime bárbaro que não cometi e vou provar a inocência, inclusive a suposta vítima tentou me extorquir R$ 2 mil para não representar. Eu neguei, pois vou provar a minha inocência para honra e glória de deus que conhece a verdade”, diz trecho da publição.

Em outro trecho da publicação a jurista relata casos de violência na família e fala sobre um estupro sofrido na infância. “Como excelente criminalista, vou arguir todas as nulidades e inclusive de ter sido tratada como lixo pelo delegado plantonista e por todo o Estado do Espírito Santo, que sem me conhecer está pedindo para me seguir para debochar de uma inocente, sozinha, pobre, e mulher, pois também sou da favela da Vila Barbosa e passei fome na infância enquanto a minha irmã se masturbava na minha frente quando eu tinha apenas seis anos, e aos seis anos um negro arrancou a minha virgindade e meu pai louco espancava minha mãe e irmãos. Agora que sabem tudo, vão mesmo me apedrejar e julgar, até que eu não aguente e me suicide? Estão felizes com a minha ruína e morte? Reflitam antes de massacrar alguém na internet”.


A advogada afirma que não estava em condições de participar da audiência e que não pretende mais advogar. “Sigo em paz e amparada por nosso Senhor Jesus Cristo, justo juiz, com a certeza de que não quero advogar nunca mais, por isso, a licença médica pedida sexta-feira e erro de ser preposta terça-feira sem qualquer condição psicológica para trabalhar”.

Confusão em bar

Nesta semana, logo após o episódio dentro do Fórum de Castelo, a mesma advogada se envolveu numa confusão dentro de um bar na cidade. Vídeos dela discutindo com outras pessoas circulam nas redes sociais. 

Advogado da vítima fala sobre o caso

O advogado da vítima, João Helio Libardi, classifica o caso como extremamente grave, pois de acordo com o relatado perante a autoridade policial, tratam-se de ofensas de cunho pejorativo e preconceituoso relacionado à raça, a cor, a etnia e origem da vítima, configurando vultosa violação a honra subjetiva dela. Veja vídeo abaixo!

“As medidas judiciais cabíveis estão sendo adotadas, objetivando a reparação dos danos causados pela empresa Fisioflexlife Comércio Varejista de Colchoaria - que tem sede na cidade da Serra/ES -, e seus representantes. E espera-se medidas enérgicas do Poder Judiciário para reprimir cenas lamentáveis como essas. Quanto a esfera criminal, os fatos são de extrema gravidade e estão sendo apurados pelas autoridades competentes”, disse o advogado da vítima.

 

Veja a publicação da advogada na íntegra

"Toda vez que você aponta o dedo para alguém outros quatro se voltam para você."

"Eu não quero julgar ninguém, nem para ganhar dinheiro." Nestor Távora

"Toda vez que você julga alguém, você expõe uma parte sua que necessita de cura."

"SE PUDÉSSEMOS LER AS HISTÓRIAS SECRETAS DE NOSSOS INIMIGO ENCONTRARÍAMOS DOR E SOFRIMENTO CAPAZES DE DESARMA NOSSO ÓDIO."

NÃO QUERIA ME PRONUNCIAR, MAS DIANTE A TANTOS PRÉ-JULGAMENTOS E ATROPELOS QUE FEREM O DEVIDO PROCESSO LEGAL. E EU QUW SEMPRE AMEI DIREITO E PROCESSO PENAL PRECISO FALAR, E SOBRETUDO SER OUVIDA. ALGO QUE DESDE TERÇA-FEIRA ME FOI NEGADO.

DESDE TERÇA-FEIRA ESTOU SENDO MASSACRADA E CONDENADA POR ALGO QUE EU JURO E VOU PROVAR INOCÊNCIA.

ENQUANTO O Castelo Deprê E MEUS INVONTAVEIS DESAFESTOS COVARDEMENTE ME: DIFAMAM, INJURIAM, CALUNIAM, STALKEAM EU BUSCO TEFUGIO EM DEUS. JÁ QUE SOU COMPLETAMENTE SOZINHAAAA. SÓ QUEM EXPERIMENTA A SOLIDÃO SABE COMO ELA DÓI.

MINHA MÃE NUNCA TEVE TEMPO PRA MIM, TENHO IRMAOS QUE SAO VERDADEIROS INIMIGOS. MEU PAI COMPLETAMENTE LOOOOOOUUUUCO É FALECIDO E NO MOMENTO ESTOU SOLTEIRA POIS MEU ÚLTIMO RELACIONAMENTO TAMBÉM NAO DEU CERTO.

ESTOU COMPLETAMENTE SOZINHA SEM O APOIO DO PRESIDENTE DA MINHA SUBSEÇÃO QUE SEQUEEEEER QUER ME OUVIR, SEQUER ATENDE AS MINHAS REVINDICAÇÕES DE ADVOGADA LICENCIADA E DOENTE E NA MISÉRIA. SO QUEM ESTÁ NA MAIS COMPLETA E ABSOLUTA MISERIA SABE COMO É HUMILHANTE CORRER ATRAS DA OAB ES IMPLORAAAAAAANDOOO A JOSE CARLOS RIZK UM AUXÍLIO QUE ESTOU ESPERANDO HÁ SETE MESES.

SOZINHA, DIFAMADA, CALUNIADA, STALKEADA, NO FUNDO DO POÇO ESCRACHADA PELA MÍDIA POR UM CRIME BÁRBARO QUE NAO COMETI E VOU PROVAR A INOCÊNCIA, INCLUSIVE, A SUPOSTA VÍTIMA TENTOU ME EXTORQUIR DOIS MIL REAIS PARA NÃO REPRESENTAR. E EU NEGUEI POIS VOU PROVAR A MINHA INOCÊNCIA PARA HONRA E GLORIA DE DEUS QUE CONHECE A VERDADE.

"CONHECEREIS A VERDADE E VERDADE VÓS LIBERTARÁ."

SIGO EM PAZ E AMPARADA POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, JUSTO JUIZ, COM A CERTEZA DE QUE NAO QUERO ADVOGAR NUUUUUUUCA MAIS, POR ISSO, A LICENÇA MÉDICA PEDIDA SEXTA-FEIRA E ERRO DE SER PREPOSTA TERÇA-FEIRA SEM QUALQUER CONDIÇÃO PSICOLÓGICA PARS TRABALHAR.

PRECISO CUIDAR DE MIM, ME DAR COLO, AMOR, ALGO QUE ABSOLUTAMENTE NINGUÉM EM CASTELO ME DEU, PELO CONTRÁRIO, AQUI SOU DESDE SEMPRE ODIADA, CHACOTA, HUMILHADA E ATÉ QUANDO NAO SOU RÉ, ME COLOCAM NESSA INJUSTA POSIÇÃO.

"O SENHOR ESTÁ COMIGO NAO TEMEREI O QUE ME PODE FAZER O HOMEM."

TENHO FÉ NO JUSTO JULGAMENTO. NA MINHA INOCÊNCIA POIS A ÚNICA TESTEMUNHA FICOU O TEMPO TODO COCHICHANDO COM A "VÍTIMA" CONTAMINANDO E DESCREDIBILIZA DO O SEU TESTEMUNHO.

COMO EXCELENTE CRIMINALISTA VOU ARGUIR TODAS AS NULIDADES E INCLUSIVE DE TER SIDO TRATADA COMO LIXO PELO DELEGADO PLANTONISTA E POR TODO O ESTADO DO ESPÍRITO SANTO QUE SEM ME CONHECER ESTÃO PEDINDO PARA ME SEGUIR PARA DEBOCHAR DE UMA INOCENTE, SOZINHA, POBRE, E MULHER, POIS TAMBÉM SOU DA FAVELA DA VILA BARBOSA E PASSEI FOME NA INFÂNCIA ENQUANTO A MINHA IRMA SE MASTURBAVA NA FRENTE QUANDO EU TINHA APENAS SEEIIIS ANOS, E AOS SEEEIIIS ANOS UM NEGRO ARRANCOU A MINHA VIRGINDADE E MEU PAI LOUCO ESPANCAVA MINHA MÃE E IRMÃOS.

AGORA QUE SABEM TUDO VAO MESMO ME APEDREJAR E JULGAR, ATÉ QUE EU NAO AGUENTE E ME SUICIDE???

ESTAO FELIZES COM A MINHA RUINA E MORTE?

REFLITAM ANTES DE MASSACRAR ALGUÉM NA INTERNET.

CASTELO, 14 DE JULHO DE 2022.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp