13/07/2022 às 12h24min - Atualizada em 14/07/2022 às 00h01min

CDB X CCB: Entenda a diferença dos títulos

Especialista do Allugator explica sobre os papéis

SALA DA NOTÍCIA Redação

Grande parte dos brasileiros sempre procuram investimentos que sejam mais atrativos para seu perfil de investidor e para a sua carteira. Por isso, encontrar rendimentos melhores faz com que os indivíduos optem, em alguns casos, por aplicações em diferentes títulos e sempre pesquisem para ter uma carteira mais diversificada.

Nessa constante busca, é comum que as pessoas fiquem com dúvidas sobre quais modelos de títulos eles devem realizar as suas aplicações. Pensando nisso, Cadu Guerra, CEO do Allugator, maior plataforma de assinatura de eletrônicos do país, elaborou este conteúdo explicando a diferença entre os títulos de Certificado de Depósito Bancário (CDB) e Cédula de Crédito Bancário (CCB). Confira:

O CDB é um título de renda fixa emitido pelo banco com a finalidade de captar dinheiro. Na prática, o investidor empresta o seu dinheiro para a instituição financeira usar nas suas atividades de operação ou empréstimos para outros clientes. Em troca, o banco oferece ao investidor, por um determinado período, uma remuneração, ou seja, juros. A rentabilidade deste papel pode chegar ao dobro do investimento na poupança e por isso, a aplicação atrai muitos usuários. 

Por falar em rentabilidade, este título também possui diferentes tipos, que pode ser prefixado, aquele que o investidor sabe no momento em que investe quanto vai receber no vencimento da aplicação, pós-fixado, quando a aplicação está ligada a algum tipo de índice econômico que varia ao longo do tempo, ou híbrido, que usa uma taxa de índice econômico, como o IPCA por exemplo, somados a uma taxa prefixada. O CDB tem garantias pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e é regulada pela Comissão de Valores Mobiliários.

Já a CCB é um título de crédito emitido por pessoa física ou jurídica em favor de uma instituição financeira ou de entidade semelhante. Ao investir em uma CCB, o usuário aplica seu dinheiro sem as taxas e corretagens dos ativos financeiros, e isso permite que ele tenha  rentabilidades de até 6 vezes a da poupança. Na prática, acontece da seguinte forma, por meio de uma papel, o investidor empresta o seu dinheiro que será devolvido com juros em uma data determinada. Este título é um documento que formaliza o empréstimo e garante que ele seja pago. 

Ele atrai muitas pessoas, principalmente pela sua rentabilidade, além do fato que ele pode ser atrelado a um ativo real, ou seja, bens como um iPhone, por exemplo. A rentabilidade é pré-fixada, assim é possível saber no início da aplicação quanto o dinheiro vai render durante o período do investimento. A CCB geralmente tem garantia real em bens e é regulada pelo Banco Central do Brasil.

Sabendo a diferença entre cada título é possível determinar qual deles melhor se aplica com os objetivos de cada pessoa. Nem sempre é fácil a busca por investimento mais atrativos, mas conhecendo os títulos e o seu perfil, fica mais fácil escolher a aplicação ideal para o seu capital. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp