04/07/2022 às 16h17min - Atualizada em 04/07/2022 às 16h17min

Ciclista de Cachoeiro é envenenado, esfaqueado e tem o corpo queimado em Castelo

Filho confessou matar o pai

O mistério envolvendo o desaparecimento do ciclista Duramir Monteiro Silva, de 56 anos, em Cachoeiro de Itapemirim teve um triste desfecho. Ele foi morto pelo próprio filho, que confessou na manhã desta segunda-feira (4) ter assassinado o pai e jogado o corpo na cidade de Castelo.

De acordo com informações policiais, por volta de 10h30, na propriedade dos Cararis, na comunidade de Lembrança, distrito de Estrela do Norte, em Castelo, foi encontrada a ossada humana de Duramir que estava desaparecido desde o último dia 28 junho.

O filho da vítima, João Victor Moreira envenenou o pai, esfaqueou e queimaouo o corpo o ocultando o corpo em Estrela do Norte. O rapaz disse a polícia que o pai teria assediado sua esposa, que é investigada pela participação no crime.

A perícia técnica da Polícia Civil esteve no local do crime e removeu o corpo da vítima ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim. Como o corpo foi queimado, um exame de DNA será realizado para identificação da vítima.

O desaparecimento

Duramir estava desaparecido desde a última terça-feira (28), logo após retornar de um passeio ciclístico com amigos para sua casa no bairro Monte Cristo. Logo após o sumiço, o filho da vítima acionou a polícia e contou que o pai havia jantado e depois não mais o encontrou. Os pertences de Duramir foram encontrados danificados, entre eles um celular e um relógio.

No final de semana amigos da vítima chegaram a fazer um pedalaço em Cachoeiro cobrando agilidade da polícia no esclarecimento do caso.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://noticiasdoes.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Envie sua sugestão de pauta pelo Whatsapp