Comissão da Saúde apura denúncia sobre qualidade da água da Cesan

Comissão da Saúde apura denúncia sobre qualidade da água da Cesan

Para apurar a denúncia de suposto fornecimento de água contaminada pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) em municípios da Grande Vitória, a Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa vai receber na terça-feira (6), em reunião extraordinária virtual, representantes da concessionária, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), da Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsp) e da ONG Juntos SOS ES Ambiental.

O ambientalista Eraylton Moreschi Junior, presidente da ONG e requerente da reunião, denuncia que análises periódicas feitas pela própria Cesan e enviadas ao Programa Vigiágua, da Secretaria Municipal de Saúde da Serra, apontaram a presença de dois compostos em índices acima do limite legal. Segundo a denúncia, as amostras coletadas entre 2016 e 2020 apontaram a presença de trihalometanos e ácidos haloacéticos, componentes resultantes da adição de cloro na água, acima do limite aceitável.

Consta na denúncia que a possível contaminação da água poderia causar câncer em quem a consumisse. No ano passado, a Prefeitura da Serra encaminhou ofício à Sesa, fazendo referência ao suposto problema de segurança química da água potável fornecida pela Cesan ao município. O colegiado irá apurar também denúncias sobre a qualidade da água nos municípios de Vitória e Vila Velha.

Em nota técnica emitida no último dia 11 de fevereiro, a Agerh afirma que não foram apresentados os laudos analíticos nos quais os supostos valores foram constatados. A agência conclui que não foi possível correlacionar os dados de qualidade dos pontos de monitoramento do Programa de Monitoramento das Águas Interiores do ES com os resultados encontrados nas análises dos pontos de captação da Cesan.

A nota recomenda ainda que “A Cesan execute os procedimentos de controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, conforme estabelecido no Anexo XX da Portaria de Consolidação nº 5/2017 do Ministério da Saúde”.

A reunião extraordinária virtual do colegiado que vai tratar do assunto será realizada às 11 horas e será conduzida pelo presidente da comissão, deputado Doutor Hércules (MDB).

Também já confirmaram presença o presidente da Comissão de Meio Ambiente, deputado Dr. Rafael Favatto (Patri), e a diretora de Saneamento Básico e Infraestrutura Viária da Arsp, Kátia Côco.

Cooperativismo

A viabilização de auxílio para transportadores escolares é pauta na reunião do colegiado de Cooperativismo, que também se reúne virtualmente na terça (6), às 11 horas. Para falar sobre o assunto, a comissão presidida pelo deputado Pr. Marcos Mansur (PSDB) receberá o superintendente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB/ES), Carlos André Santos de Oliveira e também o assessor de Relações Institucionais da organização, David Duarte Ribeiro.

Conforme ato da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, as reuniões dos colegiados permanentes e temporários seguem acontecendo em plataforma virtual, como medida preventiva à disseminação do novo coronavírus.

Veja mais atividades da semana*

Segunda-feira (05)
12h15 – Comissão de Educação
13h30 – Comissão de Finanças

Terça-feira (06)
9 horas – Comissão de Saúde
11 horas – Comissão de Cooperativismo
11 horas – Comissão de Saúde (extra)
13h30 – Comissão de Justiça

Quarta-feira (07)
12h10 – Comissão de Meio Ambiente

Quinta-feira (08)
9 horas – Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente

admin

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *